16 de nov de 2004

Fora Celulite

(artigo retirado do site bolsa de mulher)
Entra tratamento, sai tratamento, e a famigerada celulite insiste em continuar seu implacável ataque à retaguarda da mulherada. Em parte, a culpa disso é dos volúveis hormônios femininos, que não satisfeitos em mexer com a cabeça, querem ainda bombardear a bunda. Mas, como a teimosia também circula ao mesmo tempo – e em igual proporção – em nossas veias, só resta escolher o arsenal para expulsar essa corja que cisma em se aboletar em nosso latifúndio.
Cientificamente, a celulite é uma inflamação do tecido conjuntivo subcutâneo, que evolui para um edema e mais tarde para uma lesão fibro-esclerótica, comprometendo a estrutura do tecido adiposo da sua vítima. Entendeu? Então, a dermatologista Lígia Kogos explica de uma forma tão clara quanto a que você vê no espelho: “A celulite é a gordura acumulada entremeada por traves fibrosas, é como se fosse um jogo da velha, onde ainda existe a retenção de líquido”, esclarece a dermatologista. As causas para manter essa gordura atrás das grades vão desde o simples fato ter nascido mulher – culpa do hormônio feminino estrógeno –, passando pelo sedentarismo e encontrando a sua hereditariedade bem naquela curva da sua coxa.
Outra que tem uma grande parcela de culpa por esse assentamento de crateras em seu corpo é a alimentação inadequada. “O excesso calórico é uma das causas da celulite. Muita gente fala que os refrigerantes ou as bebidas gasosas influenciam, mas isso não é verdade, o açúcar delas é o responsável“, afirma a nutricionista Anita Sachs. Portanto, a celulite é um processo inflamatório de origem multifatorial, ou seja, não existe apenas um culpado. “Quanto maior o seu grau fica mais claro que houve associação dos agentes causadores”, explica o cirurgião plástico André Cervantes, presidente do conselho médico da Estética Onodera, em São Paulo.
Tudo certo que a celulite se alojou em seu corpo sem ser convidada. Mas cabe a você fazer sua parte para tentar botar essa intrusa para correr, ou melhor, você mesma correr, pedalar, malhar... para ela sair dali. “Bom, vale ressaltar que toda mulher tem celulite, umas mais, outras menos, mas todas têm. A celulite está ligada aos hormônios, então, fica difícil de desaparecer completamente”, diz o personal trainer Marcelo Salles, acrescentando que a atividade física entra em campo para colaborar com a melhora da condição geral do corpo. “Os exercícios propostos vão ser de acordo com a condição física que a pessoa se encontra. Por exemplo: se ela precisar emagrecer, a parte aeróbica tem mais ênfase do que a anaeróbica; se precisar apenas enrijecer vai ser o contrário. E isso tudo não adianta se não tiver um controle alimentar. O combate se baseia numa série de medidas que vão trazer resultados para a saúde e, por conseqüência, para o corpo”, afirma Marcelo.
E a grande jogada dos exercícios físicos é o fato de eles não deixarem a gordura fixar residência. “Por melhorarem a circulação, os exercícios dificultam a deposição de gordura e também facilitam sua eliminação, principalmente os que desenvolvem músculos. As mulheres com músculos possuem um percentual menor de gordura e, portanto, menos celulites. É esse o motivo de muitas magras serem cheias de celulites, pois elas não possuem músculos, apenas gordura, pele e osso”, descreve Lígia Kogos, alertando para um grande vilão da beleza das magrinhas e das gordinhas: “O cigarro piora demais a celulite por prejudicar a oxigenação do organismo. Para se ter uma noção, 95% das magras fumantes têm celulite e olheiras”, diz Lígia.
Para atenuar nosso desespero de causa, não faltam bons e eficientes tratamentos. E de acordo com os especialistas, se os cuidados forem seguidos à risca, as chances de melhora são grandes. “A resposta aos tratamentos depende de cada organismo. Mas, quando a paciente segue as orientações do médico e do nutricionista, os resultados são sempre satisfatórios, principalmente para os graus mais avançados”, revela André Cervantes. E os mais indicados são a drenagem linfática manual, que consiste numa massagem vigorosa para eliminar o excesso de líquidos e toxinas, melhorando a circulação linfática e sangüínea; o ultra-som, que age facilitando a penetração de substâncias e estimula a reabsorção da fibrose entre as células de gordura; a endermologia, que é um aparelho de sucção e rolamento que massageia os tecidos e estimula a circulação local; e a intradermoterapia, injeções de certas substâncias que ajudam a dissolver os nódulos.
Isso tudo fora os cremes, que se tornaram verdadeiras armas químicas para tentar ganhar essa guerra. “Os cremes à base de hormônios masculinos, como o oxandrolona são muito eficazes. E existem também outros coquetéis que levam cafeína, hormônios tiroideanos, centella asiática, substâncias que vão entrar na fórmula em maior ou menor concentração dependendo do grau da celulite”, informa Lígia Kogos. A dermatologista Liane Mazzarone explica que a função principal desses cremes é a de melhorar a vascularização no tecido afetado e auxiliar a lipólise. “O princípio ativo básico de muitos cremes é a cafeína nanosferizada ligada à molécula de silício orgânico”, revela ela, acrescentando que essa parceria das substâncias torna o creme muito mais eficaz. “O silício orgânico tem a identidade com as células do tecido, facilitando a penetração dos ativos que, por estarem em forma de nanosfera, são liberados lenta e gradualmente com o aproveitamento mais prolongado ”, diz Liane. Além desse arsenal cosmético, existem também aliados via oral, como os comprimidos de asiaticosídeo, pertencente à família da tradicional centella asiática.
Para quem lutou até a última conseqüência e não conseguiu acabar com todas as inimigas, já existe uma arma com efeito de canhão – literalmente: o subcision. “Este procedimento consegue resolver a celulite de grau IV. Com anestesia local, uma agulha específica, chamada Nokor, é introduzida na pele acometida pela celulite. Esta agulha possui uma espécie de ‘faca’ em sua ponta que facilita a secção das traves fibrosas. Depois de seccionadas, ocorre um hematoma desencadeado pela ruptura involuntária de alguns vasos sangüíneos adjacentes”, descreve o angiologista Roberto Rodolfo Júnior, explicando que o resultado esperado é a secção das traves, o que vai melhorar o terrível aspecto da casca de laranja. Portanto, com alguma organização e uma boa estratégia de guerra, já é possível sonhar com um futuro em que você e a celulite não vão mais dividir o mesmo território.

15 de nov de 2004

Dietas para você

Pesquisanto sobre dietas para adicionar neste blog encontrei um site, o diet.net que traz dietas de acordo com seu biotipo ou que atividades físiacs você pratica. As dietas oferecidas são possíveis de serem seguidas por um longo período de tempo (nada daquelas dietas que você segue durante uma semana e no domingo ou desmaia de fome ou ataca um bombom de leite condensado com morango).



Aí vai um link pra quem se interessar: http://www.dietnet.com.br/emagreca/emagrecaja.htm

Lipodistrofia Ginóide ou "Celulite"

A "celulite" atinge até 95% das mulheres, principalmente nas fases sujeitas a alterações hormonais como a puberdade, gravidez e uso de pílulas anticoncepcionais, sendo uma das queixas mais frequentes em relação à estética. O aspecto de "casca de laranja" causa incômodo e insatisfação com o próprio corpo, levando à procura de uma solução para o problema.
As causas que dão origem à celulite não são totalmente conhecidas. Além de uma predisposição hereditária, alterações enzimáticas e hormonais parecem estar envolvidas, diminuindo a quebra das células gordurosas ou aumentando o seu volume.
As regiões mais atingidas pela celulite são aquelas onde as mulheres costumam acumular mais gordura: abdomem, quadris, culotes, nádegas, coxas e pernas.

Como se forma?
No nosso organismo, algumas células têm a função de acumular energia, sob a forma de gordura, para ser usada quando necessário. São os adipócitos (celulas gordurosas). Estas células se localizam na hipoderme, a camada mais profunda da pele. Nas mulheres, esta camada apresenta fibras ligando a superfície ao tecido mais profundo, como se fosse um colchão de molas. Estas pontes fibrosas repuxam a pele para baixo, dando o aspecto de "furinhos", que é característico da celulite.
Além disso, fatores como a hereditariedade, as alterações hormonais e enzimáticas, em conjunto, levam a uma alteração circulatória com acúmulo de líquidos e proteínas nas células de gordura, provocando uma modificação da textura do tecido subcutâneo e, posteriormente, uma irregularidade da superfície da pele, que leva ao aspecto visual de "casca de laranja".
A celulite pode estar, ou não, associada à obesidade. No entanto, com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras. Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando à formação de edema (inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre inflamação e dor local.

Para efeito de classificação, a celulite pode ser dividida em:
Grau 1: os furinhos só são percebidos quando a pele é comprimida. Pode aparecer até mesmo nas crianças, sendo mais comum nas adolescentes.
Grau 2: os furinhos já são percebidos sem comprimir a pele. Passando a mão sobre a pele, já se percebe uma ondulação, sendo possível sentir alguns nódulos.
Grau 3: os nódulos são bastante perceptíveis e têm consistência endurecida, demonstrando que já houve formação de fibrose. Pode haver dor local.

Fonte: dermatologia.net

Dicas para reduzir e prevenir a celulite

Recomenda-se, habitualmente, às pessoas com celulite ou que desejam prevení-la, que façam uma dieta desintoxicante, incluindo muitas frutas frescas, verduras e legumes e deixando de tomar chá preto, mate, café e álcool. Evitar os alimentos enlatados, que contém muitos conservantes. Um aspecto importante são as substâncias alimentares retentoras de água, que podem aumentar o problema da celulite. Essas são compreendidas pelo sódio, presente em grandes quantidades no sal, alimentos processados e molhos como shoyo e inglês. A lactose (açúcar do leite) também pode exercer esse papel, devendo esse ser consumido com moderação. Prefira iogurtes e queijos que possuam teor de lactose diminuído. Também é importante reduzir as goeduras da dieta, pois estas contribuem para o aumento de células do tecido adiposo e conseqüentemente o aumento de peso, extremamente relacionado com a potencializarão da celulite. Associado a uma dieta equilibrada deve-se praticar exercícios regularmente. Os alimentos menos calóricos e mais ricos em vitaminas, fibras e minerais são bem vindos, pois são reguladores do processo de produção de energia, além de diminuir a absorção de gordura dos alimentos e controlar a regeneração de tecidos, mantendo a pele mais saudável e tonificada.Deve-se beber no mínimo dois litros de água por dia para hidratar o corpo, este procedimento ajuda na eliminação de toxinas pelos rins e auxilia no tratamento para celulite. Além disso, engana o estômago dando a sensação de saciedade. Faça várias refeições ao dia em pequenas porções. Facilita a digestão. Seu apetite será menor e o organismo mandará menos reservas para os depósitos de gordura. Mastigue bem os alimentos. Este processo permite que a chegada do alimento ao estômago seja lento. Isto implica em maior tempo para o órgão enviar mensagens para o cérebro diminuindo a vontade de comer mais.Dicas para evitar a Celulite
- Devem ser consumidas fontes magras de proteína, como clara de ovo, aves, peixes e carnes vermelhas magras como lagarto, filé mignon. Substitua as frituras por preparações grelhadas, assadas ou cozidas;- Evite alimentos ou preparações gordurosas, como feijoada, pizzas, molhos gordurosos, queijos gordos, pães e bolachas recheados, chantilly, biscoitos amanteigados, sorvetes.- Consuma alimentos isentos de açúcar refinado, ou seja, pão integral, arroz integral, macarrão, batatas e frutas. Na vontade de comer um doce, prefira uma barra de cereais;- Evite colocar muito óleo durante a preparação dos alimentos;- Alimentos integrais são boas fontes de fibras e ajudam a diminuir a absorção das gorduras, além de contribuir para a regulação do intestino.- Prefira alimentos que não contêm sal na sua formulação como bolacha água, margarina sem sal, vegetais em geral, temperos naturais pois o sal ajuda a reter líquidos no organismo e conseqüentemente na gordura localizada. - Não adicione muito sal durante a preparação dos alimentos ou quando prontos. Uma dica é não colocar o saleiro à mesa.- Evite refrigerantes e bebidas alcoólicas, pois estes somente fornecem calorias não possuindo nenhum valor nutritivo, prefira sucos naturais ou água.- Realize exercícios físicos do tipo aeróbios para favorecer a queima de gorduras, como caminhadas, bicicleta, natação.

Alimentação para diminuir a barriga

A ingestão de grandes volumes de alimentos e líquidos por um período de tempo prolongado (alguns dias), causam o aumento do volume do estômago, refletindo na silhueta. Com isso, o estômago tornar-se-á capaz de armazenar uma maior quantidade de alimento, fazendo com que o indivíduo precise ingerir uma quantidade maior de alimentos para se sentir saciado. Parte da ingestão alimentar será aproveitada pelo organismo, parte será eliminada e uma outra parte será armazenada em forma de gordura.Para que o processo de dilatação do estômago seja revertido, ou seja, para diminuir o seu tamanho e também para “queimar” a gordura localizada é necessário um programa de reeducação alimentar, baseado em um maior fracionamento da oferta alimentar, distribuída preferencialmente em 3 refeições principais pouco volumosas (desjejum, almoço e jantar) e 3 pequenos lanches intermediários (lanche da manhã, lanche da tarde e ceia), compostos de alimentos de baixo valor calórico. Em complemento ao controle alimentar é indicada a prática de exercícios aeróbicos, de preferência por mais de 40 minutos, 3 a 4 vezes por semana. Esses exercícios ajudarão a queimar a gordura armazenada.

Um outro fator causador do aparecimento da barriga é o mal funcionamento intestinal. Para regularizá-lo é indispensável uma elevada ingestão de líquidos, principalmente água, na quantidade mínima de 2 litros ao dia. A ingestão de fibras, presentes nos legumes e verduras (de preferência crus), frutas com casca ou com bagaço, grãos integrais, farelos, aveia, arroz integral e leguminosas, também deve ser elevada. O maior fracionamento da dieta também contribui para um melhor funcionamento intestinal, uma vez que com ele o estímulo da função intestinal será constante. É também necessário evitar os alimentos causadores de gases.



14 de nov de 2004

Bumbum em alta

Sem essa de evitar o biquíni ou fugir do espelho. Enfrente o problema: combata a celulite e fique com o bumbum em alta.

Ter o bumbum durinho, sem celulites, nem estrias é o grande sonho da maioria das mulheres. Mas poucas são privilegiadas pela natureza. Por isso, as academias de ginástica e a medicina estão sempre procurando a melhor fórmula para evitar a frustração na hora de encarar o biquíni. Alimentação saudável e muito líquido são considerados cuidados essenciais pela massoterapeuta Cláudia Dorneles para combater ou mesmo prevenir a celulite. Dietas radicais, seguidas de perda excessiva de peso, não reduzem a quantidade de celulite, pelo contrário, lembra a especialista, o efeito sanfona (engorda e emagrece) pode trazer prejuízos ao organismo e à elasticidade da pele, favorecendo o aparecimento de estrias também. Usar roupas muito apertadas dificulta a circulação venosa e linfática, diminuindo a possibilidade de redução da celulite.

Um dos tratamentos indicados para combater a celulite é a drenagem linfática manual, podendo levar de um a três anos de tratamento. Os preços variam de R$10 a R$15 por sessão e os programas completos de R$100 a R$180. A massoterapia utiliza a esfoliação, retirando células mortas e facilitando a penetração dos produtos aplicados, e a hidratação. Massagens com cremes específicos melhoram o aspecto de “casca de laranja”, deixando a pele mais macia.

Para completar, é preciso eliminar o álcool e o cigarro. Além, é claro, de exercícios físicos. Tanto os aeróbicos ( bicicleta, hidroginástica e caminhada), quanto os neuro-musculares (localizada e musculação). Uma vida sedentária acaba acostumando o corpo a economizar energia, retendo gorduras.

Veja os exercícios aqui: http://www.jfservice.com.br/arquivo/mulher/dicas/1999/10/01-Bumbum/

Dieta da sopa

Como é: sopa de legumes batidos no liquidificador. O repolho é o ingrediente predominante. Durante uma semana, é o único aliemnto permitido nas três refeições.



Quando surgiu: atravessou os anos 90 como uma das dietas mais populares. É contra-indicada pelos especialistas. Ninguém sabe quem a inventou.



O que promete: emagrecimento de até 4 quilos por semana.



Exemplo de refeição: sopa de cenoura, beterraba e chuchu.



Avaliação: pode ser adotada no máximo por uma semana e repetida após 15 dias de alimentação normal. Em excesso, pode acarretar prisão de ventre, anemia e desnutrição.

Meta Real

Como é: programa de reeducação dos hábitos alimentares, é baseado em reuniões semanais de auto-ajuda. Um disco de papelão indica quantidades e combinações de alimentos e facilita a escolha do cardápio. O indivíduo deve misturar ingredientes energéticos (carboidratos), reguladores (vegetais e frutas), construtores (proteínas) e neutros (café, chás e temperos). Recomenda três refeições e 1.200 calorias por dia.



Quando surgiu: há 14 anos a química Maria Eliza Zuccona criou a empresa Meta Real.



O que promete: perda média de 1 quilo por semana.



Exemplo de refeição: um pires de nhoque, um bife grelhado, um prato de verduras e legumes cozidos, 15 morangos médios, uma colher de sopa de leite condensado.



Avaliação: é uma das mais adequadas. Oferece cardápio saúdavel e acompanhamento regular. O valor calórico, no entanto, deveria ser prescrito de forma individualizada. Para uma pessoa, 1.200 calorias pode ser pouco, ao passo que para outra pode ser muito.



Para saber mais: www.metareal.com.br.

Só é gordo quem quer

Como é: divide os alimentos em quatro categorias: sal alto e sal baixo, doce alto e doce baixo. Sugere que é preciso misturar ingredientes desses grupos para perder peso.



Quando surgiu: o livro homônimo, lançado pelo médico brasileiro João Uchôa Jr., fez sucesso nos anos 80.



O que promete: diz que é possível comer de tudo e perder cerca de 1 quilo por semana.



Avaliação: induz o indivíduo a programar refeições desbalanceadas. O método não tem comprovação científica. O autor, que reapareceu com formas roliças depois que a fama passou, foi censurado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio em 1986.

Sanavita

Como é: o suplemento alimentar em pó é rico em proteínas e fibras. Custa R$ 89 e dura 15 dias. O composto à base de soja, aveia, germe de trigo e castanha de caju não contém aditivos químicos. O preparado de 400 calorias por refeição é misturado a caldos e leite. A alimentação deve ser complementada por aliemntos sólidos, como saladas, frutas e torradas.



Quando surgiu: criado pela equipe da nutricionista Jocelem Salgado, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queirós, da Universidade de São Paulo.



O que promete: emagrecimento de 1 a 4 quilos por semana.

Exemplo de refeição: sopa de legumes com o preparado em pó, salada de alface e maçã como sobremesa.



Avaliação: o sucesso depende do bolso, e do paladar do consumidor. Em geral, as pessoas enjoam do preparado após algumas semanas. A perda de peso depende dos alimentos eleitos pelo indivíduo. O uso obrigatório do pó dificulta a adaptação à rotina diária.



Para saber mais: www.sanavita.com.br

Dieta dos Quatro dias

Como é: recomenda o consumo de alimentos pouco calóricos, quase nenhum carboidrato e muita proteína durante quatro dias. Elimina completamente laticínios e cereais, dois importantes grupos alimentícios.



Quando surgiu: ninguém sabe quem a inventou. Distribuída entre aeromoças, bancárias e donas-de-casa americanas, virou livro assinado por Margareth Danbrot em 1985. No Brasil, A Dieta Maravilhosa de 4 Dias continua disponível nas livrarias.



O que promete: garante a perda de até 5 quilos em apenas quatro dias. Aconselha que a pessoa volte a comer normalmente no quinto dia ou passe para uma dieta menos drástica.

Exemplo de refeição: um bife grelhado, salada de alface e tomate sem molho, uma maçã.



Avaliação: traz acentuada perda de peso em pouco tempo. A exclusão de carboidratos esconde um mecanismo perverso. A falta de pães e massas reduz a sensação de saciedade e pode fazer a pessoa procurar alimentos calóricos com maior frequência.



Para saber mais: A dieta Maravilhosa de 4 Dias, Editora Record.

Dieta da USP

Como é: uma heterodoxa combinação de alimentos deve ser seguida por duas semanas. Recomenda o consumo de muita proteína e quase nenhum carboidrato. Presunto, ovos e café preto sem açúcar são os ingredientes principais.



Quando surgiu: circula de mão em mão desde 1996. Usa indevidamente o nome da Universidade de São Paulo. A USP criou um serviço de informações para orientar a população sobre os riscos do regime.



O que promete: alardeia a redução de 1 quilo por dia.



Exemplo de refeição: um bife, salada de alface com salsão e dois ovos.



Avaliação: proporciona rápida perda de peso, mas não estimula o indivíduo a combinar alimentos. É carente de vitaminas A, B e C. Eleva os níveis de ácido úrico.

Dieta do Dr. Ornish

Como é: propõe uma dieta rica em frutas, grãos integrais e totalmente isenta de alimentos de origem animal. Proíbe carne vermelha, frangos, peixes, azeite de oliva e derivados do leite.



Como surgiu: foi criada pelo cardiologista californiano Dean Ornish, autor de cinco best-sellers sobre dieta. O livro Salvando o Seu Coração foi publicado no Brasil em 1995.



O que promete: diz que a redução do consumo de gordura a 10% do total diário de calorias previne doenças cardíacas, emagrece e prolonga a vida.



Exemplo de refeição: hambúrguer de soja no pão integral, milho e pêra ao vinho.



Avaliação: pode ser seguida por, no máximo, um mês. O total de quilos perdidos depende das quantidades ingeridas e da necessidade calórica de cada indivíduo. A falta de nutrientes (aminoácidos e ferro) pode desencadear anemia.



Para saber mais: Salvando o Seu Coração, Editora Relume-Dumará.

Dieta dos Pontos

Como é: o valor calórico dos alimentos é convertido em pontos. Mulheres consomem 300 por dia e homens podem chegar a 400. Cada ponto equivale a 3,6 calorias. As refeições devem inckuir carboidratos, gorduras e proteínas.



Quando surgiu: método adotado há 30 anos por vários endocrinologistas, foi publicado em livro, no ano passado, pelo médico Alfredo Halpern.



O que promete: perda de peso média de 3 a 4 quilos por mês.



Exemplo de refeição: um pires de bacalhau, duas colheres de sopa de arroz e de palmito, salada de agrião à vontade e uma colher de sopa de doce de leite.



Avaliação: é equilibrada e pode ser seguida por tempo indeterminado. O peso perdido a cada mês pode ultrapassar os 4 quilos. Torna-se inadequada se o indivíduo não escolher os alimentos corretamente. Nesse caso, o regime fica carente de nutrientes essesciais.



Para saber mais: Pontos para o Gordo! Editora Record.

Dieta do Tipo Sanguíneo

Como é: propõe uma alimentação distinta para os portadores de cada tipo de sangue. Alguns exemplos: frutos do mar e espinafre para indivíduos com sangue tipo O, legumes e verduras para o tipo A, carne para o tipo B, leite para o tipo AB.



Quando surgiu: o livro A Dieta do Tipo Sanguíneo, do americano Peter J. D'Adamo, fez sucesso em 1998. No Brasil, o método foi popularizado pelo médico Sérgio Teixeira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Neste ano, ele lançou A Dieta que Está no Sangue.



O que promete: o indivíduo atingiria o "peso ideal" depois de submeter-se ao regime. Não determina, contudo, a quantidade de quilos perdidos.



Exemplo de refeição: coelho grelhado (700 gramas) como molho de iogurte, chicória e salsa. Ovos nevados como sebremesa.



Avaliação: não existe uma relação comprovada pela ciência entre tipo de sangue e queima do tecido gorduroso. A proibição de ingredientes associa a dieta a sensações de fome e sofrimenot. Pode haver perda de massa muscular em vez de gordura.



Para saber mais: A Dieta que Está no Sangue, Editora Campus.



Dieta dos Vigilantes do Peso

Sucesso lento e gradual



Como é: não proíbe nenhum alimento, desde que respeitadas as quantidades estabelecidas pelo método. Permite a combinação de carnes, massas, doces e pães. É preciso seguir a proporção entre carboidratos, proteínas e gorduras. Os sócios são estimulados por depoimentos de ex-gordinhos em reuniões e palestras.



Quando surgiu: em 1963, uma dona-de-casa americana inventou o programa depois de amargar o fracasso de inúmeras dietas. Foi aperfeiçoado por nutricionistas, médicos e psicólogos.



O que promete: perda mensal média de 4 a 6 quilos.



Exemplo de refeição: filé de frango com queijo, maionese light, arroz com brócolis, cenoura cozida, chá e laranja.



Avaliação: pode ser seguida por tempo indeterminado porque oferece refeições balanceadas e todos os nutrientes necessários. A perda de peso é lenta e gradual e conta-se com a orientação de nutricionistas e de psicólogos.



Para saber mais: www.vigilantesdopeso.com.br.

Dieta do Biotipo

Como é: afirma que cada pessoa é regida por um órgão vital: pulmão, rins, fígado ou coração. Para descobrir seu tipo físico, o leitor deve responder um questionário sobre hábitos e comportamentos. Há perguntas sobre pontualidade e postura no ambiente de trabalho. Oferece um cardápio específico para cada biotipo.



Quando surgiu: é a dieta da moda. Os seguidores dizem que é fundamentada na "biotipologia". Segundo essa teoria, todos os males podem ser tratados pela alimentação. O regime mistura antigos princípios da medicina praticada na Índia e na China.



O que promete: perda mensal de 5 quilos. E assegura que não há risco de flacidez.

Exemplo de refeição: alface, azeitonas, brócolis, camarão e arroz integral.



Avaliação: ocorre perda de peso porque a dieta é baseada em aliemntos pouco calóricos e com boa quantidade de fibras alimentares. É impossível garantir a ausência de flacidez porque ela não depende só da alimentação. A baixa ingestão de proteínas pode provocar enfraquecimento das defesas imunológicas.



Para saber mais: www.yogasite.com.br/ayurv.

7 Day Diet

As promessas do kit



Como é: alimentos pré-cozidos vendidos em saquinhos devem ser misturados a água fervente no café da manhã, no almoço e no jantar. O kit com 21 refeições custa R$ 179. O cardápio inclui legumes, risotos, massas e sopas. As três refeições contêm cerca de 800 calorias.



Quando surgiu: criada peolo nutricionista americano Gary Smith, foi lançada no Brasil pelo piloto de Fórmula Indy Emerson Fittipaldi em 1998.



O que promete: perda semanal de 7 quilos.



Exemplo de refeição: rigatone ao molho de berinjela, tomates e manjericão.



Avaliação: a quantidade de calorias é demasiadamente baixa. Dietas devem oferecer no mínimo 1.100 kcal/dia para mulheres e 1.450 kcal/dia para homens. O produto provoca drástica redução de peso com riscos à saúde. O kit não deve ser utilizado por mais de 16 semanas.

Dieta das Frutas

Como é: produtos tropicais como abacaxi, papaia e melancia podem ser ingeridos à vontade. Também é conhecida como dieta de Beverlly Hills.



Quando surgiu: idealizada pela ex-gorda americana Judy Mazel em 1983, fez sucesso nas praias da moda durante aquela década.



O que promete: enzimas acelerariam a queima de grandes depósitos de gordura. O mecanismo não é comprovado.



Exemplo de refeição: um abacaxi cortado em rodelas e fatias de melancia.



Avaliação: a dieta é monótona e restringe a vida social do indivíduo. O resultado é irregular. Algumas pessoas perdem peso porque liberam muita água pela urina. Outras não atingem mudanças significativas. Provoca carência de vitaminas A, D, E e K.



Para saber mais: Dieta de Beverlli Hills, Editora Record.

Dieta da Lua

As fases do regime



Como é: recomenda o consumo exclusivo de líquidos durante 24 horas, a cada mudança de fase da Lua. Sucos e caldos são os únicos alimentos permitidos.



Quando surgiu: fez sucesso no Brasil durante os anos 80.



O que promete: perda de 1 quilo por semana



Exemplo de refeição: caldo de carne e de legumes e suco de laranja.



Avaliação: a água facilita os processos de digestão e excreção. A perda de peso depende dos alimentos escolhidos. A pessoa corre o risco de engordar se optar por ingredientes calóricos.

Dieta do Dr. Atkins

Também conhecida como Retenção das gorduras

Como é: libera totalmente o consumo de gorduras e proteínas. Recomenda refeições ricas em carne vermelha, ovos, maionese, creme de leite e manteiga. Restringe a ingestão de carboidratos (arroz, batata e derivados de grãos, como pão, macarrão, etc.) e proíbe ingredientes à base de açúcar. É pobre em vitaminas, minerais e fibras alimentares.

Quando surgiu: foi proposta pela primeira vez nos anos 70 pelo cardiologista americano Robert Atkins. Publicada em livro pela Editora Record (edição esgotada), voltou a fazer sucesso quase 30 anos depois.

O que promete: perda de 5 quilos em 15 dias. O baixo consumo de carboidratos diminuiria a produção de insulina e ajudaria a queimar mais gordura. Muitos médicos duvidam da eficiência de tal mecanismo de ação.

Exemplo de refeição: cheeseburguer com omelete e um prato de salada.

Avaliação: reduz o apetite e garante rápida perda de peso. Mas a alimentação gordurosa aumenta o colesterol no sangue e o excesso de proteínas sobrecarrega os rins. \o regime provoca mau hálito, náuseas e dor de cabeça.

Para saber mais: www.atkinscenter.com (em inglês)



12 de nov de 2004

Dicas de emagrecimento e alimentação saudável

1. Dividir a alimentação em 3 refeições principais e 3 lanches intermediários.

Isso evita que o indivíduo fique beliscando entre as refeições, já que irá consumir pequenos lanches, aumenta o trabalho intestinal, pois haverá estímulo constante do trato digestivo e aumenta o gasto de energia para o metabolismo dos alimentos. Além disso, pequenos volumes ingeridos várias vezes ao dia fazem com que um estômago dilatado volte aos poucos ao normal.



2. Deve-se mastigar no mínimo 30 vezes cada garfada.

Esta ação proporciona uma melhor digestão e um melhor aproveitamento dos nutrientes, maior gasto de energia e uma menor ingestão alimentar, pois comendo devagar, uma menor quantidade de alimentos fará com o indivíduo se sinta saciado.



3. Deve-se ingerir muito líquido, principalmente água (2 a 3 litros) para a manutenção das funções normais do organismo, mas sempre no intervalo das refeições.



4. O açúcar deve ser diminuído ou substituído por algum outro adoçante.

É muito calórico e não traz benefícios à saúde.



5. As fibras devem fazer parte da ingestão diária para assegurar um bom funcionamento intestinal e para auxiliar na prevenção e tratamento de doenças como o aumento do colesterol e câncer de cólon. Além disso, alimentos ricos em fibras reduzem a sensação de fome. Recomenda-se o consumo de 20 a 30g de fibras por dia.



6. O exercício físico, quando praticado de forma correta e orientado por profissional especializado, acelera a queima da gordura armazenada, auxiliando na redução de peso.



7. Fazer as refeições em lugar tranqüilo e sem pressa. Nunca se deve comer andando, vendo televisão ou discutindo com alguém. O ambiente deve ser calmo para que as frustrações não sejam descontadas no prato de comida. Com pressa, o indivíduo come exageradamente sem perceber, pois demora mais tempo para sentir saciedade.



8. Não dormir logo após as refeições e não comer alimentos pesados à noite, pois nesse período a digestão é mais lenta e difícil.

Perca 5 Kg em 15 dias

Faça essa dieta durante uma semana e depois repita na semana seguinte. Essa é uma dieta que peguei da revista Corpo a Corpo. Sinceramente, só com muita boa vontade alguém conseguiria manter-se nessa dieta por mais de um dia.



SEGUNDA-FEIRA

Café da manhã:

-1 iogurte diet

-2 torradas integrais com margarina light



Lanche das 10:00h:

-suco de limao com hortelã à vontade



Almoço:

-100 g de filé de frango grelhado com ervas

-2 col. (sopa) de purê de batatas

-1 prato de cheio de escarola

-1 fatia de melão



Lanche da tarde:

-1 maçã



Janta:

-100 g de peixe assado

-1 pires (chá) de abobrinha refogada

-1 prato cheio de salada de alface

-1 pires (chá) de champignon

-1 laranja







TERÇA-FEIRA

Café da manhã:

-chá com adoçante, à vontade

-1 fatia de pão integral com queijo cottage



Lanche das 10:00h

-1 pêra



Almoço:

-1 concha de picadinho de carne

-1 prato cheio de brócolis no vapor

-1 pires (chá) de palmito

-1 banana-prata



Lanche da tarde:

-1 copo de leite desnatado batido com 5 morangos e adoçante



Janta:

-1 prato de sopa de legumes batidos no liquidificador

-2 torradas integrais

-1 taça de salada de frutas







QUARTA-FEIRA

Café da manhã:

-1 col. (sopa) de cereais misturados

-1 xíc. (chá) de leite desnatado

-1 fatia de melão



Lanche das 10:00h

-chá com adoçante, à vontade



Almoço:

-2 escumadeiras de penne com molho de tomate e manjericão

-1 prato cheio de rúcula1 col. (sopa) de atum em conserva

-1 col. (sopa) de cottage

-1 col. (sobrem.) de cenoura

-1 tangerina



Lanche da tarde:

-1/2 papaia



Janta:

-100 g de frango assado

-2 col. (sopa) de creme de milho

-1 prato cheio de agrião

-1/2 tomate-cereja

-1 goiaba





QUINTA-FEIRA

Café da manhã:

-1 xíc. (chá) de leite desnatado com café e adoçante

-1 fatia de pão integral com geléia diet



Lanche das 10:00:

-1 fatia de abacaxi



Almoço:

-100 g de kibe assado

-1 pires (chá) de espinafre refogado

-2 pepinos médios fatiados

-1 laranja



Lanche da tarde:

-chá com adoçante à vontade

-2 biscoitos cream-cracker com margarina light



Janta:

-1 hambúrguer de peru grelhado

-1 prato cheio de escarola

-Salpicão light com: 1 col. (sopa) de frango cozido desfiado, 1 col. (sopa) de salsão, 1 col. (sopa) de cenoura, 1 col. (sobrem.) rasa de maionese light

-1 pêra





SEXTA-FEIRA

Café da Manhã:

-1 iogurte diet

-1 fatia de pão integral com queijo cottage



Lanche das 10:00h:

-1/2 papaia



Almoço:

-100 g de filé de pescada assado ao molho de tomate

-1 pires (chá) de vagem refogada

-1 prato de salada de repolho, 1/2 maçã e 1 col. (sobrem.) de uva passa

-1 tangerina



Lanche da tarde:

-1 copo grande de suco de abacaxi com hortelã e adoçante



Janta:

-1 prato de minestrone

-2 torradas integrais

-1 prato (sobrem.) de melão em cubinhos





SÁBADO

Café da manhã:

-1 xíc. (chá) de leite desnatado com café e adoçante

-2 biscoitos cream-cracker com geléia diet



Lanche das 10:00h

-1 copo de suco de tomate



Almoço:

-2 unidades de espetinho de carne (100 g) com cebola e pimentão

-2 col. (sopa) de grão-de-bico a vinagrete

-1 prato cheio de alface

-1 taça de salada de frutas





DOMINGO

Café da manhã:

-1 xíc. (chá) de leite desnatado com 1 col. (sopa) de cereais

-1 laranja



Lanche das 10:00h

-àgua-de-coco à vontade



Almoço:

-100 g de frango recheado com legumes

-2 col. (sopa) de purê de maçã

-1 prato cheio de salada de rúcula com palmito

-1 banana-prata



Lanche da tarde:

-1 taça de morangos



Janta:

-beirute com 3 fatias de peito de peru (100 g), 1 cottage, alface, 1/2 tomate

-1 copo de suco de laranja

-1 goiaba